sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Temporal de amor

Ninguém me engana: essa é música doída que só! Minha mãe suspirava por esse tipo de melodia, vocês acreditam? Que nojo! Com o beneplácito do Grande Arquiteto do Universo, não pendi para o lado negro da força, digo, para esse tipo de música.

É de pequenino que se torce o pepino. Ouvi tanto isso na infância que não me resta outra coisa senão dizer: é Cafona, mas eu gosto!

3 comentários:

Lúcia disse...

hahahahaha
Eu detesto as músicas que tive que escutar muitas vezes por causa do meu pai!
Bjs

Chris disse...

Poxa...essa musica e nostalgica para mim!! Super...E cafona, mas eu tbm gosto!!
Ela e um pouquinho triste ne? Mas tudo bem!

bju bju

teresinha disse...

Agora tô perdida! É muito triste uma senhora adiantada em idade ficar difamada pelo próprio filho. Heheheh! Mas eu não sou cafona, sou "versátil". Para mim, música é música. E sendo música, é linda. Canto e ouço quase todo o estilo, no chuveiro, claro. Por falar nisso, lembra do Roupa Nova? Chico Buarque, Milton Nascimento, Djavan? Beijouuuu!