sábado, 15 de novembro de 2008

Sunshine in my shoulders

Morei oito anos numa cidade cinzenta, fria e úmida. Aprendi a amar aquela terra pelas pessoas que lá estão, mas minha passagem lá foi um tanto sombria para mim, longe de pessoas que muito estimo. Hoje, até poderia voltar para lá, mas sei que a vida por lá é difícil por muitos sentidos: cidade empobrecida financeiramente, pessoas fustigadas pelos seus reveses, saúde castigada pelo mau clima.

Uma das coisas que buscava com ardor quando estava na Princesa do Sul era a luz do sol, tanto literalmente quanto pessoas e coisas que pudessem me iluminar a vida. Foi nesse tempo que mais aprendi a dar valor às pessoas, pois até então, era recluso, dedicando-me somente aos livros.

Sentia-me como Perséfone: quando lá, era como estar com Hades; quando na minha terra natal, era como se estivesse no paraíso. Despertei: o céu é onde eu estiver, não interessa onde, como ou quando. Fiz minha escolha, e sou mais feliz hoje com ela: ama o que viver, onde viver, e segue o teu rumo, o que o Universo preparou para ti.

Segui meu caminho, mas tenho pena de quem não vive. Por isso, uma música de John Denver (que é Cafona, mas eu gosto!), e que muito me embalou naquela época. Dedico-a a quem estimo e que precisa do calor do Astro Rei, conotativa ou denotativamente.

Bom dia e boa sorte! Ah! Bom feriado!

3 comentários:

Renata disse...

Olá!

Li sobre seu blog lá na Sônia (1000 passos). Chego aqui e me deparo com essa música que a minha professora de educação física, lá quinta-série, colocava na hora do "relaxamento"..rssss....
Adorei ouvir isso de novo!!! Eu também gosto!!!

Bom feriado para ti também!

Renata.

Lúcia disse...

Obrigada, por aqui previsão de chuva a semana toda...
Bjs

teresinha disse...

Bah! Filho, que dias cinzentos passamos em Pelotas! Nossas rinites, tosses,asmas, melancolia, escola(proposta pedagógica) aquém da que estudavas, mas bem diz a sabedoria popular: o sofrimento nos torna mais fortes. Eu ouvia essa música nas madrugadas... Hoje, como tu, amo a cidade natal do teu pai e até gostaria muito de ser Prefeita da princesa do Sul. Hehehehe!