sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Você será destruído em...

Com a preocupação de falar bom português, tentei suplantar o pronome “tu” do vocabulário. Aos poucos e naturalmente, “você” foi tomando conta da língua e do lápis, por mera preguiça mental e conveniência à persecução do vernáculo escorreito. Descobri, porém, que é pura hipocrisia minha: é-me tendente falar o pronome da segunda pessoa do singular nas conversas mais ligeiras, acaloradas, e deixar o “você” nos momentos em que se pode “pensar para falar”.

Uma circunstância atenta contra esse que é o pronome mais empregado pelos gaúchos: cá nas bandas do Sul, ninguém se apega à adequada conjugação verbal, vista como “detalhe” na boca do povo; o resultado é a anômala pergunta que se pode ouvir de um amigo ou um colega de trabalho: “tu já foi no lugar ‘x’?”.

É uma preocupação boba? Quiçá. É uma necessidade acadêmica “empregar satisfatoriamente a língua portuguesa”? Deveras. Causa comoção ao ouvinte o excesso de ss? Decerto. Convém não sepultar nosso amiguinho “tu”? É mister.

Assim, chega de máscara! “Tu foste”, “tu falaste”, “tu vens” e outros “tus” me serão por companheiros. Boa viagem, amiguinhos! “Você” será destruído em 5... 4... 3...

+ * + * +

Meu blog já fez um ano de feliz existência! Ontem, em animada reunião comensal com pessoas estimadas, das cinco que me brindavam com a companhia à mesa, apenas duas sabiam da existência dessas tão mal escritas linhas. Vou lançar uma campanha: será dever meu indicar DOIS (só dois, pra ficar fácil) blogs de amigos para meus amigos; depois disso, quem eu indicar me indica e indica mais dois (ou seja, três indicações); quem foi indicado coloca dois mais quem lhe indicou e, em breve, o GMail estará cheio de spams!

Assim, conclamo o povo brasileiro, a massa carcerária, as mulheres de soutien, os burocratas cartorários, os impertinentes debilóides, os energúmenos tecnocratas e os pretéritos mais-que-perfeitos a me auxiliarem na empreitada!

+ * + * +

Começo eu, então: indico o blog da Lu (Lucia in the Sky) e o da Fran (Universo Ladybug), que são minhas leitoras e que tem um monte de contatos. Agora, gurias, mexam-se! Hehehe!

+ * + * +

Abraço a todos. Bom dia e boa sorte!

2 comentários:

Lúcia Nikkel disse...

hahahahahaha
Que susto, Sami!
Qdo comecei a ler o post, pensei q vc ia me fazer conjugar verbos na segunda pessoa do singular em todos os tempos cabíveis e descabíveis, hahahahaha.
Pode ficar tranqüilo que vou te indicar com post exclusivo!! E 'se prepare-se'!!! Na última campanha que fiz prá um blog, ele nunca mais ficou às moscas! Só que hj tá meio corridinho, vou tentar, caso não consiga, no mais tardar segunda-feira! Enquanto isso, prepare uma postagem daquelas que só vc sabe fazer, para receber os indicados!
Bjo

Wilson Abreu disse...

Rapaz!
Já tinha me esquecido desse negócio de tú e você.
Na minha terrinha, Santos, é desse jeito que se fala: pronome na segunda pessoa, verbo na terceira.
Eu passei por esse dilema, trocar o tú pelo você.
Como fui estudar fora de Santos não foi muito difícil aprender o novo "dialeto".
Hoje em dia o "tú vai" é uma lembrança bem antiga, mas que marcou época.
Saudações gaúchas e praianas santistas.
Abraços,

Wilson.