quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Sonhos de se fazer acordado

Lu (Lucia in the Sky) me colocou num meme, convocando-me a escrever sonhos que eu faria acordado e me fazendo convidar oito pessoas. Para saber mais sobre o meme da Lulu, precisa clicar aqui.

As regras da brincadeira, segundo a própria Lucia são:

- Escrever uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer antes de 'ir embora daqui';
- Convidar 8 parceiros(as) de blogs amigos para responder também;
- Comentar no blog de quem nos convidou;
- Comentar no blog dos nossos(as) convidados(as), para que saibam da "convocação";
- Mencionar as regras


Dessa feita, convoco à tarefa: Sandrine, Fran, Vivi do Bonfa, Simone, Mãe (sim, minha genitora), Isa, Martin e mais uma alma caridosa que queira se dispor a ser meu oitavo nome; e vamos à minha lista:

1) tocar acordeon (“gaita” aqui no Rio Grande do Sul, “sanfona” no restante do Brasil), mas tocar decentemente, bem tocadinha, que dê gosto no vivente em ouvir;

2) passar todos os dias rodeado de pessoas que eu goste, fazendo só coisas que me dêem prazer (como tocar piano, ler, assistir documentários, debater assuntos de meu interesse – a saber, política, religião, filosofia e direito – e escrever pro blog);

3) ter no bolso o dinheiro suficiente para não ter peso na consciência depois de uma excentricidade;

4) poder acompanhar toda a vida cultural de minha cidade (ou, ao menos, poder ter tempo para ir ao cinema, teatro, recitais, mostras e outros eventos de cunho artístico);

5) poder-me dedicar mais aos estudos, sendo aluno mais aplicado e com resultados mais satisfatórios que os atuais, desde já me preparando aos exames da OAB e seleções para mestrado, doutorado, pós-doutorado e livre-docência;

6) poder-me dedicar inteiramente a compartilhar com os outros a fé que professo e as convicções filosóficas que nutro, sem a preocupação do sustento financeiro ao final do mês;

7) cultivar um corpo físico mais sadio, embora eu morra de preguiça de fazer academia e não curta uma alimentação a base de mato e alpiste;

8) aprender a falar decentemente (e não apenas “me virar”) em vários idiomas;

9) poder ser parte relevante à política local e externa, servindo à minha cidade, estado e país, auxiliando na ordem interna e internacional na resolução pacífica de seus conflitos e problemas, no intuito de instituir uma sociedade mais justa e solidária; e

10) fazer uma festa de aniversário (das de verdade, daquelas que o povo não tenha muita pressa de sair, recebendo os amigos, saindo para comer algo em algum lugar ou, simplesmente, receber os cumprimentos pessoalmente, com afagos e fotografias).

Todas as coisas parecem ser simples, atingíveis, e talvez até sejam, mas são coisas que não tenho hoje e que me alegraria a vida. Ando meio enfarado de tudo, sei lá. Cansado. Está na hora de acordar à vida. Mas que fazer? Navegar é preciso.

+ + +

Tenho novidades para os próximos dias. Porei aqui algo que o pessoal da Fórmula 1 quer, mas nem todos podem ter. Quem viver para ver, verá.

Bom dia e boa sorte!

PS.: para quem não sabe, nasci em 31/12.

3 comentários:

Isa Bonorino disse...

Samildo, é o seguinte..Hoje tou cansadona, mas no findi respondo!!

Lúcia Nikkel disse...

Sami, vc não tinha uma noiva?
Vc é um cara legal, se enche de coragem e vai à luta! Tenho certeza que não vai se arrepender! Realize esses sonhos para depois partir para outros maiores.
Diz aí, como é fazer aniversário no último dia do ano?
Um ótimo final de semana prá vc! Abração

Sandrine disse...

Fiz essa coisa! Chaaaaato!
http://manteigavoadora.wordpress.com/

Ficadica.