terça-feira, 28 de outubro de 2008

Perfume de Gardênias

Cresci ouvindo meu pai cantarolar boleros e afins. Agnaldo Timóteo, por exemplo, é-me tão familiar quanto "nana, nenê". O meu velho nos nanava cantando, dentre outras, Os verdes campos da minha terra.

É de pequenino que se torce o pepino. Acabei aprendendo a gostar desse repertório. Hoje, o Trio Los Panchos é uma das companhias do MP3. Fazer-se o quê?

Então, para a alegria de todos e felicidade geral da nação, robustecendo a seção Cafona, mas eu gosto!, recebamos com muitos aplausos, em duas versões, a anacrônica Perfume de Gardênias!

(dica pro patrão: qualquer coisa, servem dois pra lá e dois pra cá)



2 comentários:

Lúcia Nikkel disse...

Ai amigo, desses já não compartilho...
Quer dizer então que és um pé-de-valsa?
Como vc ainda está solteiro? kkkkkkk
Bjão

Chris disse...

Caracoles Samuel, esse cafona voce superou hein!! E mesmo beeeeem cafona e antigo, mas tudo bem!! Gosto de ver vc levantar essa bandeira... uma coisa cafona e nostalgia para mim seria lambada, com Beto Barbosa...kkkkkkkk
Bem dancante tbm!

Beijo