segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Juiz fiadaputa!

Já vi clientes reclamarem da atuação dos magistrados responsáveis por seus casos, e não poucos. Mesmo assim, o homem da capa preta (ouvi isso da minha cliente na manhã de hoje) ainda inspira respeito, confiança e um temor quase religioso.

Mas nem tudo são flores. Meu primeiro cliente quase saiu preso por chamar a juíza (uma gorda baixinha no maior estilo “bujãozinho”) de meretríssima. Eu me segurei MUITO para não rir na sala. A douta julgadora ficou num vermelhão de doer!

Mas vi um cidadão sair preso por desacato; chamou o respeitável togado de fiadaputa. Já falei sobre essa palavra aqui em outro momento. O que não entendo é que, quando o cara joga bem, é um puta jogador, quando consegue conquistar a moça mais bonita da festa, é um fiadaputa, mas quando é chamado em audiência pública de nascituro da meretriz, o tio não gosta! Qual o problema? Será que as prostitutas não têm filhos, e, se os têm, não merecem respeito? E será que uma prostituta não pode chegar ao Judiciário?

E daí, o que fazer nessas horas? Seguuuura, Dr.!

5 comentários:

Lúcia disse...

huahuahuahuahua
meretríssima é demais!!!

Anônimo disse...

Vc me mata de rir...
Minha visita vale R$1.00
Captain Forr

Rosa Mônica disse...

Tô passando p/ deixar minha contribuição, e virei sempre, gostei muito.
Abraço,

Teresinha disse...

Guri, tu "tá" com uma overdose de palavras. Mas me valeu boas risadas. Beijo, filhooo!

Sabrina disse...

Adorei a meretríssima!!!!