terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A chegada do Príncipe

Na andança imprevista, de passo forçado,
A hora é chegada, o corpo não espera
Ficando assim mesmo, na humilde tapera
O Mestre divino, menino, hospedado

Em noite cerrada, a estrela, pungente,
Resplende Sua glória, indica o caminho
Da vida eterna que trouxe, sozinho
A um mundo mui triste, estéril, descrente

Saudado é por anjos, em grã profusão
E pelos pastores, tão alegremente
Em silêncio terno, mirando o que jaz

Riquezas tributam os orientais
Dizendo ao infante em prece silente
"Bem-vindo, Alteza do Reino da Paz!"

4 comentários:

Teresinha disse...

Bah! Sami, tô aqui encantada com mais uma descoberta. Meu filho primogênito, além de maestro, teólogo, filósofo, jurista, ainda é poeta?! Ando insuportavelmente "babona". Meu guri na OAB, no curso de mestrado, bom caráter, bom "sujeito" e etc. e tal. O que mais uma mãe pode desejar. Só que sejas muito feliz com tua amada e a família que, com a graça de Deus hás de constituir. Sucesso! É tempo de Natal, posso me dar ao luxo da "Sessão Coruja". Motivos não me faltam. Obrigada, Deus. Beijo, filhooo.

Cris Andersen disse...

QUe orgulho de mãe aqui em cima hein?
hehehe

É Sami, um feliz natal pra ti, e que tudo se encaminhe!

Beijão

Anônimo disse...

Rapaz,
Passei aqui pra te desejar um Feliz Natal e um ano novo abençoado, com muitas vitórias, muitas alegrias e histórias pra viver, lembrar e contar!
Captain Forr

Anônimo disse...

Feliz aniversário atrasado!

Um beijo gostoso!

Tonhão